Avaliação do Usuário
PiorMelhor 
 

"Senhor, não sei o que devo pedir-te. Só Tu conheces aquilo de que preciso. Amas-me mais do que sei amar-me. Pai, dá a teu filho o que ele mesmo não sabe pedir. Bate ou cura, abaixa-me ou ergue-me; adoro todos os teus propósitos sem conhecê-los. Estou em silêncio; ofereço-me para o sacrifício; entrego-me a Ti; não quero ter outro desejo senão o de fazer a tua vontade. Ensina-me a rezar. Reza Tu-Mesmo em mim."

Escrita por Fénelon (1651-1715), teólogo francês [em: A Filosofia Perene, de Aldous Huxley. São Paulo: Cultrix, (1944), p. 243].