Eventos UNIPAZ Nacional

Avaliação do Usuário

Tempos de Transformação, Tempos de Reconstrução, Tempos de Reencantamento

O Parto da Mãe Terra e o Nosso Parto de Cada Dia

O rito expressa um mito, encarnando-o. O mito é o coração do rito, sua estrutura significativa. Rito e mito são duas faces de uma mesma realidade, essencialmente humana.

Roberto Crema

Quanto mais fundo mergulhamos na transformação, mais próximos estaremos da ordem Mítica, de onde emana o rito. Há uma clara e generalizada tendência no mundo contemporâneo de  resgatar o valor do mito e do rito, que conformam todas as grandes Tradições Sapienciais da Humanidade. Estamos vivenciando um processo de demolição rumo à reconstrução, movimento que alguns denominam de reencantamento do mundo. Tornar-se Sujeito do próprio mito: Tarefa Alquímica da Individuação.

Como afirma Stanley Krippner, criador do conceito de mitologia pessoal, juntamente com Feinstein, em seu significado mais tradicional, um mito é uma história ou crença organizadora que inclui alguns princípios básicos orientadores. Para este autor, as mitologias culturais desempenhavam quatro funções: ajudar os membros de uma comunidade a compreender e explicar a natureza de um modo compreensível; oferecer um modo de condução nas mais diversas etapas da existência; estabelecer papéis sociais facilitadores nas relações pessoais congeniais e satisfatórios padrões de trabalho. Finalmente, permitir a participação do ser humano na maravilha e na perplexidade do cosmo.

Os primeiros teóricos da antropologia, naturalmente modelados pelo paradigma racionalista positivista, tenderam a uma abordagem reducionista, frente ao vazio e complexo universo da mitologia. Segundo Aldo Natal e Terrin, que buscou contribuir para o desenvolvimento de uma antropologia da alteridade, em sua obra Antropologia e horizontes do Sagrado - culturas e religiões, afirma que o intelectualismo de Frazer e de Tylor reduziu a conceção do ritual a um mero erro de interpretação científica. Para Frazer, um ato mágico ou ritual é realizado pela crença equivocada de que sua ação provoca os efeitos desejados, pela ação do mago ou feiticeiro, numa relação linear causal. Tylor, em sua concepção animista, influenciado pela perspectiva psicológica, destacou o aspecto catártico do ritual mágico-religioso. Radcliffe-Brown e o seu projeto de uma ciência natural da sociedade - inspirado em Durkheim e Spencer, considerava o totemismo um protótipo de religião como uma concepção do universo na forma de ordem social ou moral, onde os grupos expressam sentimentos de solidariedade, através de rituais simbólicos.

No seu enfoque funcionalista, Malinowski focaliza o ritual como exercendo uma função de integração social, contribuindo para a autoconservação da cultura e da sociedade, sobretudo diante de conflitos e de questões incontroláveis. Na sua visão, crenças e ritos, aparentemente irracionais, adquirem sentido quando são desvelados seus usos. Como afirma Adam Kuper, a fnução da magia é a de ritualizar o otimismo do homem, fortalecer a sua fé na vitória da esperança sobre o medo. Malinowsky considerava o mito como uma narrativa que faz reviver uma realidade primeva, satisfazendo profundas necessidades, exprimindo, enaltecendo e codificando a crença, garantindo a eficácia ritualistica e oferecendo regras práticas e orientadoras da conduta humana. Enfim, uma realidade viva, codificadora da religião e portadora de uma sabedoria prática. Por outro lado, Evans-Pritchard, que estudou a feitiçaria dos azandes, desenvolveu uma noção dos rituais de bruxaria como formas explicativas dos infortúnios, demonstrando sua racionalidade e seu aspecto místico, pressupondo a existência de forças suprassensíveis.

Leia mais...

Eventos UNIPAZ Nacional

Avaliação do Usuário

 

O II Festival Mundial da Paz (Festpaz) e o XI Congresso Holístico Internacional serão lançados pelo presidente Lula e pelo governador Alcides Rodrigues, no próximo dia 13. O lançamento está previsto para as 15 horas, no Centro de Referência de Promoção da Igualdade (antigo Colégio Estadual Rui Barbosa, na Avenida Goiás). O festival e o congresso acontecem no Centro de Cultura e Convenções de Goiânia, de 4 a 7 de setembro. Logo após o lançamento dos eventos, o governador e o presidente acenderão a Chama da Paz, que deve percorrer outros 245 municípios goianos nos próximos dias. Também estão previstas para a solenidade as presenças da ministra da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, Nilcéa Freire, e da primeira-dama, Raquel Rodrigues.

Leia mais...

Eventos UNIPAZ Nacional

Avaliação do Usuário

Velejamos ondas de uma transformação acelerada e global

Roberto CremaMais do que nunca, necessitamos investir no continente esquecido de nosso potencial de inteligência integral. Integração é a senha de nossos tempos de passagem: aliar sujeito ao objeto, razão ao coração, sensação à intuição, o princípio masculino ao feminino... Os novos líderes serão os seres mais inteiros e ligados à tomada do Instante. Capazes de responder ao desafio da reconstrução. O ser humano tem sido o problema e poderá ser a solução!!

Há um clamor pela Paz! Felizmente, pessoas estão despertando e levantando suas vozes por uma terra mais habitável e uma humanidade mais consciente, responsável e digna. A Rede Unipaz e o Colégio Internacional dos Terapeutas  são movimentos irmanados, neste mutirão pela renovação, propondo uma pedagogia integral e uma terapia centrada na inteirezahumana, Trata-se de desenvolver uma massa crítica que possibilite um salto quântico de consciência. Novo milênio, nova humanidade!

Junter-se a nós neste II Festival Mundial da Paz! Traga o seu semblante e a sua gotinha d'água para aplacar a fogueira da inconsciência, da violência e da devastação  em curso. Trata-se do futuro de nossos jovens e do jardim da terra! ... Não temos outra família para sonhar, não temos outro lugar para habitar. Venha conspirar pelo Ser, agora. Mais tarde... pode ser tarde demais.

Roberto Crema

Reitor da Rede UNIPAZ

Eventos UNIPAZ Nacional

Avaliação do Usuário

 

Pierre WeilÉ com a máxima satisfação que anuncio a realização do II Festival Mundial da Paz e XI Congresso Holístico Internacional da Rede Unipaz, que será nos dias 04 a 07 de setembro de 2009.

Foi escolhido Goiânia, capital do Estado de Goiás, que na história do Brasil deu origem ao Distrito Federal e se mostra um Estado que está na dianteira dos movimentos de Paz.

Situado no coração do Brasil, este evento irá reunir todos que labutam pela PAZ, especialmente no domínio da Educação para a não-violência.

Nestes 21 anos de história, nossos encontros tês se revelado bastante nutritivos, e todos saem renovados e com idéias criativas. Desde já os convidamos para participar ativamente dos eventos... fortalecendo ainda mais o entusiasmo que reinará no evento.

 

Paz no seu coração!

Pierre Weil

(16/04/1924 - 10/10/2008)

Texto escrito no dia 29/09/2008 - UNIPAZ-DF

 

Eventos UNIPAZ Nacional

Pagina 1 de 3