Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Dulce MagalhãesCom essa frase, o mestre, mentor, orientador e amigo Pierre Weil criou um hino à paz. Haveria tanto para ser dito sobre a paz, mas nada tão poderoso do que desvendar esse potencial que já carregamos em nós. Se há paz em nós, então esta é uma condição da vida e sua realização depende apenas de nossa escolha em fazer florescer essa dimensão pacífica que forma a base da essência que somos.

E é preciso fazer essa essência transparecer na existência. precisamos conspirar por uma nova realidade e seremos abençoados com todos os sinais, apoio, recursos e condições opara realizar este propósito. Digo isso com a convicção de quem viveu no centro do milagre poderoso que as sincronicidades fazem emergir na prática da vida.

Ao coordenar o I Festival Mundial da Paz,  que ocorreu em setembro de 2006, mergulhei durante dois anos em algo inédito para mim, onde conspiradores pacíficos de várias partes do mundo se somaram para darmos um salto de consciência e nos colocarmos como verdadeiros instrumentos na construção de uma realidade mais próspera, pacífica, amorosa e inclusiva.

Meu mundo tem se transformado porque eu mesma tenho me transformado infinitamente.

Esse é o caminho, ou como nos ensina Mahatma Gandhi: "Precisamos ser a mudança que queremos ver no mundo". Confio plenamente em sua perene e divina capacidade de dar luz à borboleta luminosa do ser e permitir-se desdobrar asas e voar em direção à uma nova e mais harmoniosa realidade.

É com essa confiança que aqui celebro uma aliança com o/a pacificador/a que lhe habita.

Na paz!

Dulce Magalhães

Coordenadora Geral do I Festival Mundial da Paz

Tecelã da Rede Unipaz

Ítens Relacionados

Temos 52 visitantes e Nenhum membro online

Informações do Portal

Visitantes
819
Artigos
1368
Weblinks
27
Ver quantos acessos teve os artigos
9805731