Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Sou aquele que erra ou aquele que acerta?
 Sou aquele que cobiça e julga ou aquele que não se apega e compreende?
 Sou aquele que tem medo ou aquele que ama?
 
 Quem sou??
 
  Os meus erros ou meus acertos?
 Minha cobiça e julgamento ou meu desapego e compreensão?
 Meu medo ou meu amor?
 
 Sou? Ou não Sou?
 Eu? Ou meu?
 
 Aquele que observa...
 O anjo em mim..
 A Presença...
 
 Sou, Aquele sou Eu!
 O Observador, daquele que diz que possui...
 O Sujeito que sabe que observa, aquele que diz ‘eu’.
 
 Aquele que diz ‘eu’ é ahamkara...
 Aquele que observa é citta e citta, o complexo mental, engloba ahamkara...
 Aquele que sabe que observa é Atman, a manifestação de Brahmam no mundo manifestado...
 
 Embora Deus seja ‘eu’, pois está presente em tudo, não posso dizer que ‘eu’ sou Deus, pois o Absoluto não cabe no relativo...
 Sou, Aquele sou Eu!
 
 Não sou o que penso, nem o que sinto, nem o que falo...
 Sou, Aquele sou Eu!
 
 Não sou o corpo, nem as percepções, nem as emoções, nem a mente...
 Tampouco as memórias eu sou...
 Sou, Aquele sou Eu!
 
 Tudo o mais é ilusão (maya), uma brincadeira (lila), uma peça de teatro no palco cósmico...
 Sorria, pega leve...
 
 Perceba que não é aquele que diz eu (ahamkara)...
 Perceba-se Observadora...
 
 Perceba que não é a Observadora (citta)...
 Perceba-se a Presença que é e sabe (Atman)
 
 Só assim saberemos quem realmente somos e conheceremos Deus!!
 
Categoria: Cláudio Azevedo