Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

     O sentido do Halloween está na sintonia com os que já partiram. Devemos lhes enviar mensagens de amor e harmonia. Essa noite é de alegria e festa, pois marca o início de um novo período em nossas vidas. Nos dias que antecedem o Halloween, procura-se meditar sobre os próprios atos, vivências e aprendizado no último ano, mas sem deixar os planos e metas para o ano novo de fora. Faz-se um bolo com frutas cristalizadas e tortas de maça. Pode-se também preparar assados e separar um bom vinho (que pode ser substituído pela sidra ou pelo suco de maçã). As cores que alegrarão o ambiente devem ser laranja, roxa e preta.

    O altar, que pode ser a mesa da ceia, deve ser adornado com maçãs (símbolo da vida eterna), folhas de cipreste, as comidas da ceia e muitas abóboras recortadas (as abóboras devem ser mantidas com velas acesas por três dias consecutivos). No centro coloca-se uma cuia cheia de água e algumas velas acesas  - pode-se também acender uma fogueira se tiver espaço, mas somente se não for danificar a natureza.

    A energia deve ser adornada com muitas brincadeiras, dança e música. Em seguida, todos os presentes devem ouvir a seguinte explicação:

"Na noite de halloween comemora-se a morte do Deus e o mundo mergulha na escuridão. A Deusa vai ao Mundo das Sombras em busca do seu amado, que está esperando para nascer. eles se amam e, desse amor, a semente da Luz espera no Útero da Mãe, para renascer no próximo Solstício de Inverno (21 de dezembro) como a Criança da Promessa. A Roda continuará a girar para sempre e, assim, não há motivo para tristezas, pois aqueles que perdemos nessa vida irão renascer, e, um dia, nos encontraremos novamente nessa jornada infinita de evolução".

    É hora de fazer uma homenagem aos antepassados. Todos são convidados a falar e lembrar fatos de seus antepassados, mas sempre com felicidade. Os nomes das pessoas que já se foram serão queimados no Caldeirão,, mas nunca com uma conotação de trissteza ou angústia. Então de parte o bolo e se coloca o primeiro pedaço na terra, oferecendo-o à Grande Mãe. O primeiro pedaço individual é oferecido aos antepassados por dois motivos: um é o de compartilhar e outro é o de permitir que eles retirem a energia vital, a substância etérea do alimento. Como é o dia da celebração da morte da escuridão e os portais entre os dois mundos estão abertos, muito aproveitam-no como um momento propício para a realização de pedidos, previsões, limpeza, etc.. Assim, tanto as almas de seres humanos quanto de animais podem ser invocadas para auxiliar na leitura de oráculos.

    A função da vassoura é eliminar os maus fluidos, as energias do ambiente. Por isso ela nunca toca o chão quando usada para limpar um ambiente. Deve ser feita com ervas que, segundo a tradição, são escolhidas entre ramos de louro, arruda, manjericão, alecrim e alfazemas. Pode-se colocar todas as ervas ou suas preferidas. Coloque-as em feixe e amarre-as em volta de um longo galho seco de qualquer espécie. Você pode ainda acrescentar flores secas como sempre-vivas, camomila e, ainda, eucalipto.

    Há, na Galícia, uma tradição secular apresentada a todos os peregrinos e turistas. Trata-se da "queimada galega", uma bebida tradicional feita à base de aguardente, açúcar, casca de limão e grãos de café, consumida durante um ritual pagão que pressupõe que, antes de se beber, tenha de se fazer o Conjuro.

PREPARAÇÃO DA QUEIMADA

Num recipiente de barro coloca-se casca de um limão (só a casca), grãos de café, açúcar (125 g por litro de aguardente) e aguardente. Põe-se um pouco de açúcar numa grande colher (que tenha o cabo longo para não nos queimarmos) e coloca-se nela a aguardente. Ateia-se fogo nessa mistura e incorpora-se lentamente ao restante da aguardente. Mistura-se lentamente tudo, procurando não tocar o fundo do recipiente de barro.

Com a ajuda da colher, coa-se o açúcar do fundo, escorrendo a aguardente e deixando que se queime o açúcar. forma-se um caramelado que vai dar uma cor tostada à queimada. Segue-se dando voltas em torno da panela e queimando o álcool. O tempo de queima da aguardente varia dependendo do grau de teor alcoólico que se queira obter (20 minutos é uma boa referência).

Quando as labaredas ficarem com uma cor azulada, recita-se o Conjuro, sem deixar de dar voltas. Para apagar o fogo no recipiente de barro, cobre-se o mesmo com uma tampa, ou se espera até que o fogo se apague sozinho. Normalmente se serve a bebida em pequenos recipientes de barro

Categoria: Cláudio Azevedo