O Ilusório e o Real (Deus) - Deus, O TODO

DEUS, O TODO

“Ninguém afirma que Deus não existe sem antes ter desejado que Ele não existisse realmente”.

Joseph de Maistre (1.753-1.821)

 

Tentar explicar o inexplicável. Todos os pensadores em todas as épocas compreenderam a necessidade de se admitir a existência de uma Realidade substancial, que permaneceria imutável e incondicional, oculta debaixo de todas as manifestações exteriores.

Essa Realidade já recebeu inúmeras denominações, a Divindade sob diversos títulos: a eterna e infinita Energia, ou simplesmente Matéria; mas todos concordam que Ela existe. Já foi descrito poeticamente como o Dançarino Divino, cíclico, a Natureza; como um Dramaturgo, tendo como palco o sistema solar, no qual é representado o drama da vida; como um Jardineiro, com Suas Hostes Angélicas cultivando o jardim do Seu Universo, semeado com todas as espécies de sementes de Sua própria criação, destinadas a produzir a Sua cópia. Um Arquiteto, o Mago, o Ponto Omega, o Ritualista que tem o Universo como um templo de muitos santuários, o Profundo.

 

“O ser humano não conseguiu, em nenhuma de suas buscas, atingir a essência do Ser... mas quem quiser fixar o olhar sobre a Essência soberana ficará cego antes mesmo de vê-lo” ... “A Essência divina é, para a alma, o maior dos bens: apreender a Deus é saber que é inapreensível, vê-lo é saber que é invisível”.

Fílon de Alexandria (20 a.C.-40 d.C.)

 

“Um Princípio Onipresente, Sem Limites, Eterno e Imutável, sobre o qual toda especulação é impossível, porque transcende o poder da concepção humana e porque toda expressão ou comparação da mente humana não poderia senão diminuí-Lo. Está além do horizonte e do alcance do pensamento..., é Inconcebível e Inefável.”

Helena Petrovna Blavatsky (1.831-1.891)

 

As antigas cosmogonias, egípcia, grega, hebraica, hindu e cristã, O representam trazendo Seu mundo à existência por meio do som. Mas o que Ele é, talvez nunca saberemos nem nunca provaremos fisicamente a Sua existência – “...esforços inúteis da mente finita para compreender o Infinito...”. O ESPÍRITO, que no início é O NADA, mas ao mesmo tempo é O TODO, pois contém, Nele mesmo, TUDO.

 

“O Círculo Cósmico [Deus] é um círculo cujo centro está em toda a parte e a circunferência em parte alguma”.

 

A maioria das pessoas opina que o Universo tem um Criador. Todavia, os atributos desse Criador, e a nossa relação com Ele, são coisas que incitam discórdias, ferrenhas disputas e até guerras. Voltaire (1.694-1.778) diz que Deus criou o homem à sua imagem e semelhança e o homem quer ver Deus à sua própria imagem e semelhança.

 

Categoria: Órion Volume 1

Temos 36 visitantes e Nenhum membro online

Informações do Portal

Visitantes
819
Artigos
1368
Weblinks
27
Ver quantos acessos teve os artigos
11460144