O Bushido

Sob a influência Zen, as habilidades se espiritualizaram. Os praticantes do caminho (do), vencendo a si mesmos, se transformaram. Saber a que hora desembainhar a espada e a que hora deve receber um sorriso acusador de covardia, proveniente do oponente, é a sabedoria por detrás do caminho do guerreiro (BUSHIDO). Mais importante que a glória, a vitória e a vida está a “espada da Verdade”, que ele conhece e que o julga.

 

O Zen mostrou ao guerreiro japonês, que a verdadeira batalha se trava consigo mesmo, que o guerreiro marcial tem que se tornar um guerreiro espiritual. Que o medo pode existir, mas que a coragem tem que ser suficientemente forte para que o sofrimento seja sentido, se necessário, e dele se possa tirar as lições devidas. Ser um guerreiro espiritual é saber lidar com os nossos medos e desenvolver um tipo especial de coragem, que mescla inteligência, bondade e destemor.

 

“Podemos trocar nosso mesquinho desejo de segurança por uma visão muito mais vasta: a do destemor, abertura e heroísmo genuínos...”.

Chogyam Trungpa Rinpoche

 

Código de ética samurai do século XII, foi o resultado de uma fusão de doutrinas que influenciaram, sobremaneira, a formação filosófica e espiritual deles e do povo japonês, de um modo geral: “o xintoísmo pregava o amor à pátria e à família, o budismo propunha a auto-análise e a busca do caminho do meio e o confucionismo estabelecia os padrões de vida em sociedade”.

Transmitido oralmente, dizia que o objetivo da vida do samurai era a morte honrosa, a qual poderia ocorrer a qualquer momento. Por isso o guerreiro deveria viver cada momento como se fosse o último e tudo tinha que ser feito com o máximo de empenho, buscando sempre a perfeição. Dessa forma encaravam de uma forma tranqüila o fim de suas vidas, buscando sempre o cultivo do autocontrole e da força interior, através da autodisciplina Zen e de um amor difuso à natureza, buscando a proximidade com essa.

Preparando-se para a morte o samurai deveria basear sua vida nos seguintes preceitos: justiça, gratidão, coragem, compaixão, cortesia, sinceridade, honra e lealdade. É um aspecto importante da personalidade japonesa atual.

Categoria: Órion Volume 1

Temos 58 visitantes e Nenhum membro online

Informações do Portal

Visitantes
819
Artigos
1368
Weblinks
27
Ver quantos acessos teve os artigos
9831512