O CEPS

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Colégio Internacional dos Terapeutas

 


O CEPS

 

Cada CEPS pode ser considerado como o núcleo, o elemento essencial dos Colegiados e do Colégio Internacional dos Terapeutas. Seus membros, todos vivendo solitariamente, atuam em permanência segundo uma antropologia, uma ética e práticas comuns. Eles constituem a "Ordem dos Terapeutas" propriamente dita.

Cada CEPS tem uma vocação de acolhimento, formação e reciclagem para os terapeutas das Casas, Colégios e Colegiados. Será composto de oito membros "residentes":

  • um terapeuta cozinheiro;

  • um terapeuta artesão (tecelão, ergoterapeuta...);

  • um terapeuta corporal (exercícios do corpo que somos);

  • um terapeuta do Sopro, da Voz e do Canto que somos;

  • um terapeuta das emoções que somos;

  • um terapeuta analista do inconsciente e dos sonhos que somos;

  • um terapeuta filósofo e antropólogo;

  • um terapeuta hermeneuta dos testos sagrados.

Todos os membros participam da manutenção do lugar (cultivo, jardim...) e da colhida. Todos podem introduzir tempos de silêncio e de meditação. Os oito membros indicam, por um período ainda a definir, um, dentre eles, para fazer a coordenação interna e as relações externas.

Para os Terapeutas de Alexandria, a qualidade do ambiente era primordial, sendo, o próprio espaço, também Terapeuta. Deve ser dado, portanto, especial cuidado na escolha dos locais dos CEPS (beleza, salubridade do ar,...). A capacidade de hospedagem de um CEPS não deverá ultrapassar a 32 pessoas (4x8). Cada uma dessas pessoas será instalada em um quarto ou em um chalé individual, segundo as possibilidades do lugar. Cada "terapeuta-residente" deverá ocupar um chalé individual que assegure sua autonomia e o silêncio necessário.

 

 

Categoria: CIT-CE